O legado de Raabe na condução das entidades do calcário

10 de julho 2019

Oscar Alberto Raabe: “Sigo atuando junto a vocês”

Foto: Divulgação

A assembleia da ABRACAL de 25 de junho foi a última presidida por Oscar Alberto Raabe. Porém, o líder empresarial do Rio Grande do Sul disse estar à disposição da indústria de calcário agrícola. “Sigo atuando junto a vocês. Sou um apaixonado por tudo isso”, declarou, durante a reunião ocorrida em Guarulhos (SP). 

Raabe, que é engenheiro agrônomo, atuou por 22 anos na ABRACAL. Ao longo de 27 anos, esteve no Sindicato da Indústria de Calcário do Rio Grande do Sul (Sindicalc), do qual também foi presidente de Diretoria. Na Federação e Centro das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS/CIERGS), também tem participação ativa. 

No ano passado, o consumo de calcário saltou 16%, ante 2017. O trabalho em equipe permitiu esse avanço, segundo o presidente. “Levamos nosso posicionamento em favor da melhoria das condições do solo em todo o país. Precisamos produzir mais sem ter que ampliar as fronteiras”, avalia Raabe. 

Porém, há espaço para ampliar o consumo anual, na faixa de 43 milhões de toneladas, com melhor apoio técnico. Entre as várias estimativas, Raabe acredita em 80 milhões de toneladas. No Dia Nacional do Calcário Agrícola, festejado em 24 de maio, o presidente da ABRACAL foi direto este ano: defasagem na aplicação do corretivo de acidez representar menor rentabilidade para o produtor. 

Raabe se disse motivado também pelo apoio que teve do diretor da ABRACAL e Sindicalc, Fernando Carlos Becker. A escolha de 24 de maio para o Dia do Calcário se deve ao fato de ser o dia de nascimento de Becker. 

O novo presidente, João Bellato Júnior, de São Paulo, assume a ABRACAL. “O presidente Raabe apostou na profissionalização dos trabalhos”, avalia Bellato. 

Um dos exemplos foi o salto de qualidade do tradicional Encontro Nacional dos Produtores de Calcário, o Enacal, que ocorre a cada ano em um estado diferente. O evento ganhou força e viu o público aumentar, diante da presença de analistas e autoridades. Decisões ocorridas no governo federal e no Congresso Nacional também passaram a ser acompanhadas mais de perto. 

Ao final da assembleia do dia 25 de junho, Raabe foi aplaudido pelos diretores presentes. Os representantes dos sete sindicatos regionais fizeram questão de deixar a homenagem registrada em ata.

Voltar