Aprovada, Procissão de Passos terá nova edição este ano em Limeira

13 de maro 2013

Procissão de Passos acontece neste domingo

Foto: Divulgação

A Procissão de Passos é uma tradição em boa parte do Brasil. Trazida pelos portugueses, tornou-se também em Limeira um patrimônio imaterial, unindo fé, arte e cultura.

Apesar disso, deixou de acontecer por mais de 50 anos. Retornou em 2012, conquistou o público e os fiéis e, por essa razão, terá nova edição no próximo dia 17 de março.

A realização é do Projeto “Memória e Resgate”, Confraria de Nossa Senhora da Boa Morte e Assunção e Coral Santa Cecília, com o apoio da Floricultura Mercuri e Catedral Nossa Senhora das Dores.

A procissão terá o trajeto entre a Catedral de Nossa Senhora das Dores e a Igreja da Boa Morte. A atividade foi trazida ao Brasil pelos colonizadores e religiosos portugueses dentro do espírito contrarreformista barroco, quando os atos sacros eram revestidos de pompa. Nela, além da fé, se entrelaçam elementos de arte e cultura, o que pode ser ilustrado pela música, com motetos – gênero musical surgido no Século XIII - em latim e marcha para banda.

Na procissão de Limeira, os organizadores utilizaram composições mineiras do século XIX, sendo que um trabalho de resgate dos motetos locais está sendo desenvolvido pelo projeto. Atualmente, toda a parte musical é creditada ao Coral Santa Cecília, que trouxe os arranjos e prepara os cantores e oito músicos que acompanharão a procissão. Já a Corporação Musical Arthur Giambelli executará a Marcha dos Passos.

A procissão de passos no dia 17 se iniciará após a missa das 18h30, saindo da Catedral Nossa Senhora das Dores com destino à Boa Morte, passando por sete passos em que são meditados momentos da caminhada de Jesus rumo à morte na Cruz. A ideia é que os participantes da missa também participem da procissão, numa extensão do ato de fé. A cada passo, uma oração e uma peça sacra em latim, relativa ao tema meditado, serão realizados.

Projeto

O Projeto Memória e Resgate foi instituído no ano de 2011 pela Confraria de Nossa Senhora da Boa Morte e Assunção. Tem o objetivo de criar um centro congregador e difusor de cultura e memória em torno dos bens culturais, preservando a memória e a história da igreja da Boa Morte e da cidade de Limeira.

Sua base é a coleta, organização, divulgação, preservação e disseminação das informações presentes no acervo, captação de doações de documentos e realização de cursos, eventos, exposições e encontros de cunho cultural.

Voltar