Questões tributárias pautam assembleia do Sindical

20 de dezembro 2018

Adalberto Mansur, da ProImprensa, apresentou os resultados da área de Comunicação

Foto: Divulgação

A mobilização dos empresários de calcário agrícola no Estado de São Paulo precisa ser mantida. A representatividade da indústria nesse segmento reduz risco de mudanças que podem ameaçar os negócios, como a questão tributária.

A conclusão é da assembleia anual realizada pelo Sindicato das Indústrias de Calcário e Derivados para Uso Agrícola do Estado de São Paulo (Sindical), no último dia 14, em Rio Claro. Diretores e representantes dos associados estiveram presentes, aprovando os números apresentados e debatendo práticas que devam ser tomadas nos próximos meses.

Presidente do Sindical, João Bellato Júnior destacou que a união dos empresários garantiu um ambiente melhor para os negócios. As ações fizeram com que o setor também tivesse números positivos, com perspectiva de alta de 12% no total consumido de calcário na agricultura paulista. O índice resulta da comparação nos últimos anos, embora ainda haja espaço para maior aplicação do calcário na lavoura e pastagem paulistas.

Já o diretor executivo do Sindical, Euclides Francisco Jutkoski, apresentou balanço apontando os benefícios gerados pela entidade. O risco de alta nos impostos se mostrou presente, segundo ele.

Os resultados da área de Comunicação foram apresentados pelo jornalista Adalberto Mansur.  Uma das práticas no próximo ano será a divulgação do vídeo sobre calagem, destinado aos estudantes de Agronomia, relatou Mansur. 

Assista ao vídeo com a fala de Bellato.

Acompanhe a fala de Euclides – clique aqui.

Voltar